Loading...

Onde visitar na África

O chamado “berço do mundo” é representado, desde a Antiguidade, por suas artes, o rico folclore, as roupas, culinária e música esfuziantes e pelas centenas de idiomas falados ao longo do continente. Poucos lugares no mundo têm tantas expressões culturais quanto os países da África – que são muito diferentes entre si e, em muitos casos, são pequenos países dentro de um país. E não são nações isoladas ou paradas no tempo, não. Da África vêm novos museus, edifícios e monumentos de caráter ousado, um renascimento para o design de hoje; e o melhor é que tudo se desenvolve sem esquecer o passado forte e enraizado da região.

Conhecida por ser o berço da humanidade, a Mãe África representa as primeiras civilizações e os primeiros homens nascidos do mundo, uma vez que se encontrou o primeiro fóssil de um homo há mais de 2 milhões de anos. Mas fora o lado histórico que este país possui, hoje em dia ele também aspira uma cultura muito rica e diversificada. Desde a Antiguidade, a África é exibida como um poço de cultura devido aos seus folclores, danças, músicas, lutas, roupas coloridas e culinárias extravagantes; pontos que não são à toa, pois o continente transmite essa energia para todos.

O continente, localizado no centro do mundo, possui os quatro hemisférios em seu território, sendo eles norte, sul, leste e oeste, o que impactou em climas diferentes em cada região. O clima desértico (com predominância no norte), equatorial (centro-oeste), mediterrâneo (extremo sul e norte) e tropical (de maior predominância) resultou nos diferentes povos e costumes nestas regiões. Por estes motivos, a África é plural e possui diversos dialetos, religiões e costumes de habitação.

A África torna-se rica culturalmente a partir de sua pluralidade. As diversos tribos que compõem o território, apresentam imensas diferenças culturais e hábitos, que vai desde a culinária até a dança. São poucos lugares no mundo que têm tantas expressões culturais quanto os países da África.

Cada povo africano possuí suas crenças e suas formas de culto aos deuses e espíritos, todos voltados à explicação e origem de seu grupo, porém uma coisa se assemelha, como por exemplo, um lugar religioso direcionado ao culto dos antepassados e das divindades da natureza. A forma mais conhecida destas religiões é a adoração aos Orixás (vertente existente na Umbanda e Candomblé no Brasil) e envolvem uma ampla variedade de rituais. As religiões do território são principalmente animistas e politeístas, as quais os africanos reverenciam a natureza e os animais, como os deuses e espíritos da água, do fogo, trovão, entre outros, além da aceitação da coexistência com outras forças.

As formas artísticas dos povos africanas estão diretamente ligadas a religião, principalmente as danças, trajes e artes plásticas. Os artefatos, máscaras e estatuetas de forma geométrica remetem aos antepassados, às divindades e elementos do cotidiano, que passam adiante conhecimento às tribos, além de possuírem significados diferentes para cada povo, representando o sagrado, profano e atividades do dia a dia.

Com isso, hoje em dia, ela é ainda retratada como exótica e por isso atrai tantos turistas para o continente.

Mas da África não vêm apenas o velho e o histórico, mas também possui atribuições de arquitetura exuberante ao redor de seu território. Ambientes religiosos e impérios passados são exemplos de arquitetura antiga no continente, entre elas, as pirâmides Gizé egípcias, a esfinge e a mesquita de Djenné. Os formatos são essencialmente geométricos, arquitetura vernacular e cheia de cores; gravuras cobrem as paredes de palácios reais, choupanas religiosas, casas e celeiros.

A arquitetura africana vai além do estereótipo do continente, abrindo espaço para o campo arquitetônico moderno no território. A África passa a ser reconhecida e celebrada por projetos vernaculares e obras realizadas pelo renomado Keré no continente, a fim de criar propostas e melhorar a condição de vida dos africanos.
Da África vêm novos museus, edifícios e monumentos de caráter ousado, um renascimento para o design de hoje; e o melhor é que tudo se desenvolve sem esquecer o passado forte e enraizado da região.

Quer ficar por dentro da arquitetura, restaurantes, hotéis e muito mais no continente? Então clique nas imagens e viagem por este continente tão rico.

Trens de luxo: sete experiências únicas sobre trilhos
Com quartos privativos, restaurantes e bares, esses trens proporcionam viagens inesquecíveis....
Saiba Mais
Compartilhe!
Giraffe Manor Hotel Boutique – Se hospedando com girafas!
Nairóbi
Já pensou em se hospedar com girafas? No Hotel Boutique Giraffe Manor, no Quênia você pode!...
Saiba Mais
Compartilhe!
singita lodge lebombo
Singita Lebombo Lodge
Kruger Park
O Singita Lebombo Lodge está inserido em um cenário dramático. Ele é  composto por 13 suítes...
Saiba Mais
Compartilhe!
Mandarin Oriental, Marraquexe.
Marraquexe
Conheça o primeiro hotel da cadeia no continente Africano, o Mandarin Oriental Marraquexe,...
Saiba Mais
Compartilhe!