Loading...
Dicas para Passear
he-art-museum

HEM

6, Yixing Road, Shunde, Guangdong
0757-26670666

O He Art Museum, em Changdong, China, abriu suas portas no dia 1 de outubro de 2020 para contemplar arte contemporânea internacional, arte moderna e contemporânea chinesa. O museu abrigará o arsenal de mais de 500 obras da família He, que vão desde pintura, caligrafia, fotografia e escultura, com o foco de apresentar elementos culturais na província de Guangdong.

Foto: Reprodução Architectural Record.

Minha visão para HEM é levar arte e cultura para as pessoas de minha cidade natal, no Delta do Rio das Pérolas, e para visitantes internacionais que estão curiosos sobre nossa herança e cultura.”

He Jianfeng, fundador do HEM

He Jianfeng, dono do investimento industrial Infore Group, umas das maiores empresas da região, espera que a arquitetura do museu e as obras de arte internacionais e nacionais despertem um interesse pela cultura e arte. O museu também nasce da ideia de contribuir para o desenvolvimento cultural da região através do Plano de Desenvolvimento da Grande Baía que o país prevê.

Foto: Reprodução Numero & E-flux.

O HEM (He Art Museum) reflete os tradicionais edifícios redondos característicos do sul da China, onde a antiga crença de que o céu é redondo e a terra é quadrada influencia a arquitetura da região. O museu ainda inspira-se na “cosmologia chinesa antiga, filosofia, uso da luz ocidental e terreno de Lingnan”, onde o arquiteto Tadao Ando, através desse conceito, criou um lugar de harmonia.

Receba nossos posts em seu e-mail



    Então, baseando-se na arquitetura local tradicional, o HEM aborda os edifícios circulares chineses por meio de uma interpretação moderna. O diretor do museu, Shao Shu, explica: na forma arquitetônica circular, ele apresenta uma nova forma do espaço da arte, incorporando a cultura do museu com mais individualidade.

    Açucareiro boobam
    R$290,00
    Gold Sealing Wax paper source
    $7,95
    Candelabro boobam
    R$1.089,00
    Foto: Reprodução Archello.

    No HEM, o espaço se integrou perfeitamente com a experiência da arte.”

    Diretor do HEM, Shao Shu
    Foto: Reprodução Archello.

    O projeto circular, repleto de luz natural que flui do “poço do céu”, origina um pátio principal com escadas de dupla hélice adjacentes. A construção interna do museu reinterpreta os princípios da arquitetura chinesa, como também cria espaços de exposição circulares. Ando se inspirou nos pavilhões a beira-mar da herança de Shunde.

    Dá uma referência aos princípios da arquitetura tradicional chinesa e cria uma interpretação moderna que pode revigorar o património arquitetônico tanto do oriente como do ocidente.”

    Christele Harrouk, ArchDaily
    Foto: Reprodução ArchDaily.

    Então, replicando os edifícios beira-mar, patrimônios de Lingnam, Tadao Ando criou um lago que envolve o museu e marca o caminho de entrada. Além disso, a água do local funciona como o grande atrativo da paisagem do museu e ainda funciona como resfriador no verão.

    Foto: Reprodução Archello.

    A arquitetura do HEM ainda mescla o quadrado com círculo a partir da cosmologia chinesa, o que gerou uma singularidade ainda maior do museu. O contraste entre quadrado e circular, oriental e ocidental, céu e a terra cria a sensação de conflito, que é exatamente o que o HEM procura fazer.

    A escada de concreto em espiral de dupla hélice também possui seu papel importante na arquitetura do museu. A escada de DNA cria uma sensação de templo quando o público olha para o teto do salão central com a luz natural provida do “poço do céu”.

    Foto: Reprodução ArchDaily.

    O projeto arquitetônico de Ando desafia a “geometria dinâmica”, e por isso que o museu só se completa quando se junta a escada de concreto com as diferentes salas circulares ao decorrer de seu interior. O projeto busca por um equilíbrio dinâmico entre a estrutura estável, ponto que se tornou destaque na arquitetura do HEM.

    Foto: Reprodução Archello.

    Quero criar um museu que possa sintetizar as ricas e diversas culturas do sul da China que se estendem por muitos milênios e as influências que deram origem à arquitetura de Lingnan. Eu imaginei HEM como um ponto central energético para todos os costumes artísticos e regionais, clima, paisagem e civilização em Lingnan. Espero que HEM possa se tornar o coração da cultura de Lingnan, não apenas em Sunde, mas em toda a Grande China. Estou ansioso para ver as obras e os programas ativando o edifício, estimulando pensamentos provocantes com espaços e arte de alta qualidade.”

    Gostou do museu? Então leia sobre o Museu Atelier Audemars Piguet, uma estrutura circular que faz referência à circularidade do tempo da marca. Clique aqui para ler mais.

    Referências
    Site Wallpaper
    Site ArchDaily
    Blog Archello
    Açucareiro boobam
    R$290,00
    Gold Sealing Wax paper source
    $7,95
    Candelabro boobam
    R$1.089,00
    maria julia

    Maria Julia Farias

    Arquitetura e design de interiores são umas das paixões de Maju, assim como gastronomia, turismo, moda, entre outros. Sempre inovando a arrumação de sua casa, aficionada em programas de design de interiores. Amante dos animais, natureza, pôr do sol e viagens, adora contar e conhecer novas histórias. Como uma boa jornalista fica feliz em poder escrever sobre temas que lhe agradam, como hotéis e lugares que prezam por um design bacana em seus estabelecimentos.

    Mais posts

    Comentários(0)

    Publique um Comentário