Loading...

Onde visitar na Oceania

Sabemos que na Austrália e nos países e ilhas vizinhas, tudo é diferente. Os animais, a vegetação, as pessoas – tudo na Oceania nasceu e cresceu com um jeito todo próprio, que não se encontra em mais nenhum lugar. Há o design característico da Polinésia, as paisagens áridas e impactantes do outback, as histórias e tradições tão bonitas dos povos nativos (incluindo a cozinha, condimentada e apetitosa em equilíbrio). O continente mais especial do globo é pura surpresa. E tudo o que vem dali encanta e ensina a apreciar o inusitado da vida.

A Oceania, o Mundo Novíssimo, foi o último continente a ser descoberto, em 1770, devido suas barreiras naturais. Este continente está cercado por milhares de conjuntos de ilhas situadas no oceano Pacífico, sendo a Austrália o maior pedaço continental do terreno, contabilizando mais de 90% da área total da Oceania.

O continente em questão é o menor de todos os continentes, contando com 8,4 milhões de km², e localiza-se no hemisfério do sul do globo. Ele é composto pelas ilhas do Pacífico (classificadas entre: Polinésia – muitas ilhas, Melanésia – ilhas negras e Micronésia – pequenas ilhas) e Austrália, com 7,6 milhões de km², sendo considerada uma ilha-continente. Portanto, a Oceania corresponde a um grande arquipélago, com formação geográfica derivada de atividades vulcânicas.

Como algumas ilhas do continente são pequenas e estão cercadas pelo oceano, os países tendem a ter um efeito estufa maior em seu território, que acaba derretendo as calotas polares de sua extensão e que pode acarretar no desaparecimento de diversas ilhas, como Nauru, Tonga, Ilhas Marshall, entre outras, nos próximos 100 anos.

O termo Oceania surgiu, em 1931, pelo explorador francês Dumont D’urville para designar os países da Austrália, Nova Zelândia e todas as ilhas do oceano Pacífico. Assim como as Américas e a África, a Oceania era ocupada por nativos antes da chegada dos europeus. Tendo, hoje, como 1% dos aborígenes representando a população australiana e 10% dos maoris na Nova Zelândia. As ilhas menores representam o maior número dos nativos ainda presentes no continente.

 A colonização europeia ocorreu apenas por volta de 1988, 18 anos após seu descobrimento. A colonização se deu por prisioneiros europeus condenados, que devido às grandes lotações das prisões da Inglaterra, foram enviados para o Mundo Novíssimo.

Um fato interessante é que, ao mesmo tempo em que a colonização se deu por prisioneiros ingleses, atualmente, os únicos países desenvolvidos do hemisfério sul do globo são a Nova Zelândia e a Austrália, ambas do mesmo continente. A economia desses dois países gira em torno da alta tecnologia e fabricação de produtos; já a economia das demais ilhas são baseadas no extrativismo e agricultura.

Quanto à fauna, a Oceania possui muitos animais exóticos e diferentes em relação aos outros continentes devido à sua formação e isolamento geográfico. Primeiramente, o continente é derivado e separou-se da Antártida e, segundamente, como é isolado dos demais continentes e países, surgiram diversos animais, plantas e espécies que existem apenas naquela região.

Os cangurus, ornitorrincos, coalas, diabos da tasmânia, cisnes negros, entre outros, são alguns dos animais típicos da Oceania. Lá ainda existem mais de 1500 espécies apenas de aranha e também 21 das cobras mais venenosas do mundo. A variedade é tanta que apenas 25% das diferentes espécies foram descobertas até hoje.

Outro fato interessante do continente é a nomenclatura dada ao canguru. O ícone símbolo da Austrália, o canguru, possui este nome devido ao colonizador, James Cook, o nomear após perguntar aos nativos o nome daquele animal, mas, no idioma aborígene, “Gangurru” significa “Eu não te entendo”.

A Oceania, conhecida principalmente pela Austrália e pelas cervejas, Outback, canguru e praia, traz também uma cultura muito diversificada e influenciada, especialmente, pelo Reino Unido. Como a matriz cultural da Oceania é derivada dos ingleses, chineses, japoneses, gregos, indianos, franceses, malasianos e nativos do continente, sua cultura é plural, e isso reflete nos costumes e gastronomia do local.

hotel Little Albion, Sidney
Hotel Little Albion
Sidney
O Little Albion Hotel, em Sidney é a opção perfeita para os turistas que querem explorar a...
Saiba Mais
Compartilhe!
Lu design
Luc Design
Hobart
Em Houbart, está a a LUC Design, o endereço certo para quem procura peças de design, para usar...
Saiba Mais
Compartilhe!
Loja Greg Natale Sidney
Loja Greg Natale
Sidney
Greg Natale abriu sua loja física em Sidney, explorando seu amor por designs geométricos e...
Saiba Mais
Compartilhe!
BAKER D. CHIRICO
Baker D. Chirico
Melbourne
Conheça o conceito de padaria design. Essas padarias elaboradas que além da qualidade dos...
Saiba Mais
Compartilhe!
Hotel United Places Botanic Gardens - south Yarra, victoria melbourne
Hotel United Places Botanic Gardens
Melbourne
O Hotel United Places em frente ao Botanic Gardens, em Melbourne. projetado por Carr Design Group,...
Saiba Mais
Compartilhe!
Hunter & Co Deli Melbourne Austrália
Hunter & Co Deli
Melbourne
O projeto da Hunter & Co. Deli é totalmente voltado para os produtos ali oferecidos, é um...
Saiba Mais
Compartilhe!
Jackalope
JACKALOPE
Península Mornington
Na região vinícola da Península de Mornington, na Astrália, o hotel Jackalope convida os...
Saiba Mais
Compartilhe!
Six Senses Fiji
Ilha Malolo
O Six Senses Fiji está localizado na ilha tropical de Malolo, parte do deslumbrante arquipélago...
Saiba Mais
Compartilhe!
Capella Lodge, hotel na Costa do glamour Australiano.
Long Howe Island
O Capella Lodge fica localizado na ilha de Lord Howe, apenas a 700 km a nordeste de Sydney. O...
Saiba Mais
Compartilhe!