Loading...
Dicas de onde Ficar: Karas
Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia

Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia

Fazenda Sonop, road D707. Karas Region, n.º 1000 – Namíbia
+264 84 000 0888
À partir de U$ 1.128,91 (pernoite)*

O conhecido hoteleiro Arnaud Zannier se aventurou no isolado deserto da Namíbia. Com a Designer Geraldine Dohogne, construiu um hotel único e temático sobre um enorme rochedo. Fotografias de Tibo Dhermy.

Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
Área de lazer do Sonop | Cortesia do Hotel
O SONOP É RESULTADO DE MAIS UMA PARCERIA ENTRE ARNAUD ZANNIER E GERALDINE DOHOGNE, DUAS PESSOAS VISCERALMENTE APAIXONADAS POR VIAGEM E DESIGN.

 

O Sonop faz parte da rede hoteleira Zannier Hotels, fundada pelo francês Arnaud Zannier. O dono é conhecido por trabalhar ativamente no conceito de seus hotéis. A rede é famosa por diversos outros hotéis espalhados em lugares curiosos e incomuns. Mesmo na Namíbia, o Sonop é lançado após o sucesso do premiado Omaanda.

Receba nossos posts em seu e-mail



     

    Assim como nos demais hotéis da rede, a decoração do Sonop ficou sob a tutela de Geraldine Dohogne. A designer é atual fundadora da Beyond Design, um escritório de Design de interiores sediada em Londres (Inglaterra).

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Zannier Hotels | Cortesia do Hotel
    A INSPIRAÇÃO PARA O SONOP

     

    Arnaud Zannier é descendente de uma família francesa conhecida por sua atuação no segmento de vestuário e vinho. Antes de fundar a rede de hotéis, Arnaud passou mais de 20 anos na indústria da moda.

    Um dos hotéis de Zannier, o cambojano Phum Baitang, ficou famoso após a estadia de Angeline Jolie. A atriz foi a primeira hóspede do hotel e o reservou por cinco meses para ela e sua família.

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Tenda de hóspedes sob o céu noturno | Cortesia do Hotel

    Durante este período, Angeline comentou com Arnaud Zannier sobre este espaço único na Namíbia. Ele viajou pouco tempo depois e imediatamente se inspirou no local. O sentimento de Arnaud naquele momento foi de que era um velho desbravador em um local inexplorado.

    A inspiração conduziu o projeto do Sonop à ideia de que ele deveria se assemelhar a uma tenda de expedição dos antigos exploradores ingleses do século XX.

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Vista panorâmica do hotel | Cortesia do Hotel
    O HOTEL FICA EM MEIO A UM CONJUNTO ROCHOSO NO DESERTO DA NAMÍBIA. UM LUGAR MÁGICO E BEM ESCOLHIDO PARA O PROJETO.

     

    Localizado numa paisagem desértica no sul da Namíbia, o Sonop foi construído sobre rochas. Além do desafio de levantar uma sequência de tendas sobre este tipo de elemento, conduziram o projeto de forma a causar o mínimo de impacto visual e sonoro à fauna e flora locais.

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Tenda dos hóspedes aberta para a paisagem | Cortesia do Hotel

    O Sonop permite aos seus hóspedes uma visão panorâmica do local, não importando em qual tenda estejam. Além de um projeto que favorece a observação das dunas, a construção e seu interior permitem uma imersão completa na experiência de uma grande aventura.

    Parte disso se deve a visão de Geraldine Dohogne, uma Designer conhecida por uma direção essencialista e bem contextualizada. Os materiais, texturas, cores e métodos de construção se inspiram na região onde cada projeto é instalado.

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Tenda de hóspedes | Cortesia do Hotel
    A CONSTRUÇÃO FOI UM DESAFIO, TANTO ESTRUTURALMENTE QUANTO NA SELEÇÃO DOS ITENS QUE COMPÕE SEUS INTERIORES.

     

    O Sonop é formado por um conjunto de dez tendas, organizados em “U”. Este tipo de formação protege a estrutura dos impactos dos fortes ventos da região, que aparecem com certa frequência.

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Área de convívio, iluminada com luz de velas | Cortesia do Hotel

    As tendas foram construídas sobre palafitas feitas de acácia. São grandes estruturas, que variam entre 120 e 244 metros quadrados. Sobre as palafitas estão instalados longos Decks de madeira que servem de base. A estratégia evita a erosão do solo, garantindo a preservação dos insetos e dos demais seres vivos do bioma local.

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Na fotografia, as palafitas de acácia ficam visíveis | Cortesia do Hotel

    Em formato oval, as tendas estão direcionadas para a paisagem. Todas cobertas por gigantes lonas, cujas cores se harmonizam perfeitamente com o ambiente circundante.

    Todos os materiais utilizados na construção são naturais: as próprias rochas, madeira morta, lama e palha.

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Tenda de hóspedes | Cortesia do Hotel

    Além de ecológicos, os materiais preservam as tradições da região. O próprio Spa do Sonop foi inspirado nas tradições das tribos Ovambo, com forte identidade em relação à decoração, construção e uso de materiais.

    Os Ovambos têm origem bantu, têm um idioma próprio e correspondem à maior etnia da Namíbia. São conhecidos por seu zelo e respeito com a natureza.

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Interior da tenda do Spa | Cortesia do Hotel

    As tendas são conectadas por passarelas de madeira, também instaladas entre as rochas através de palafitas. Entre as tendas do hotel Sonop encontram-se também um Spa, a recepção, salões (entre eles o de charutos e coquetéis) e o restaurante.

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Passarelas de madeira conectam todas as tendas | Cortesia do Hotel
    O INTERIOR DO SONOP: UMA VIAGEM NO TEMPO.

    Para materializar a inspiração de Arnaud em relação à experiência de um explorador, Geraldine fez uma seleção de peças vintage. A busca foi dedicada, explorando desde artigos de artesãos locais aos antigos mercados de pulga na Inglaterra.

    Cadeiras que parecem ter saído de um filme do Indiana Jones, móveis de mogno, baús de couro e tapetes antigos de cores vivas preenchem todos os espaços. Até mesmo o salão de charutos recebe uma mobília exclusiva: uma mesa de bilhar em estilo vintage.

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Interior da tenda de hóspedes | Cortesia do Hotel

    É importante destacar que grande parte dos tecidos utilizados são de origem local e seu conforto encontra o ápice na banheira funda instalada estrategicamente nos limites das tendas frente à paisagem.

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    A banheira é disposta em frente à paisagem desértica | Cortesia do Hotel

    A experiência do explorador não se limita às sensações da decoração. No chão das tendas foram instalados telescópios para observar o céu estrelado do deserto.

    Logo ao lado, são dispostas escrivaninhas antigas onde é possível encontrar papel de carta e caneta: um convite para que o explorador faça seu diário de viagem.

    No Zannier Hotels Sonop, opulência e requinte na decoração contrastam com as paisagens deslumbrantes, destacando-as de maneira marcante. Cada objeto foi cuidadosamente escolhido, de modo que cada momento é uma experiência. A aventura permeia toda parte, começando com a fabulosa jornada ao passado logo na entrada.

    Geraldine Dohone
    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Escrivaninha (ao centro) e telescópio (à direita) | Cortesia do Hotel
    GRANDE IMPACTO PARA O ESPÍRITO HUMANO, MAS NENHUM PARA A NATUREZA.

    O projeto se manteve fiel à proposta de impacto reduzido ao meio ambiente, desde à estratégia de construção ao seu modelo de eficiência energética.

    Durante o período de construção das estruturas, os materiais foram transportados manualmente através das rochas. Mérito dos hábeis artesãos da equipe local.

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Iluminação no interior de uma das tendas | Cortesia do Hotel

    Até mesmo os móveis, incluindo as espaçosas camas de dossel — cada uma pesando em média 30 kg — foram levadas manualmente às tendas. Desta forma a equipe conseguiu evitar por completo o uso de maquinário que pudesse causar barulho.

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Cama de Dossel | Cortesia do Hotel

    Placas solares fornecem toda a eletricidade do local. Em função disso, uma seleção cuidadosa do sistema de iluminação e recursos aos hóspedes teve de ser feita. Os minibares, por exemplo, são literalmente caixas de gelo.

    Sonop, tendas suspensas nas dunas da Namíbia
    Área externa no Sonop | Cortesia do Hotel

    A iluminação também é reduzida, escolhida de forma a não agredir o ambiente com poluição luminosa. Em função disso, lâmpadas incandescentes percorrem todo o projeto. São raras nos pontos públicos, porém bem distribuídas dentro das tendas.

    Dentro dos salões e restaurante, a iluminação é gerada pela chama de velas instaladas por toda a parte. O resultado dessa cuidadosa distribuição da iluminação gera ambientes onde a luz tênue e dourada cria um ambiente encantador aos hóspedes.

    Imagens do restaurante e suas preparações | Cortesia do Hotel

    O Sonop claramente não é um hotel recheado de opções de entretenimento, pois se dedica à sua intenção primária: oferecer uma experiência de isolamento no deserto.

    Por isso o hotel é indicado para aqueles que queiram ter uma experiência aventuresca, onde podem se sentir como os históricos exploradores ingleses do século passado.

    Fazendo fronteira com a Namíbia, os hotéis da África do Sul oferecem experiências únicas de safari e integração com a natureza. Uma dessas experiência fantásticas é a estadia no Singita Lebombo Lodge, com suas suítes suspensas sobre o rio N’wanetsi.

    check in

    Você está a um clique de se hospedar no Sonop!

    *Preços referencias na data de publicação do post – sujeitos a disponibilidade e alteração sem aviso prévio.
    Fernando França

    Fernando França

    Formado em Gestão Empresarial, apaixonado por Design, escritor por vocação. Fernando tem mais de 7 anos de experiência gerenciando e desenvolvendo negócios na área de Gastronomia. Eterno pesquisador de tendências, devora informações sobre projetos que unem estética, função, empatia e sustentabilidade. Veio ao projeto Dona Arquiteta para contribuir com o que pode haver de melhor sobre o assunto.

    Mais posts

    Comentários(0)

    Publique um Comentário