Roma, a cidade eterna: guia de como planejar sua viagem
Itália | Roma

Roma, a cidade eterna: guia de como planejar sua viagem

Escrito por Fernando França | Atualizado em:
5/5 - (1 vote)

Neste guia de viagem para Roma, todas as nossas recomendações são selecionadas pela nossa equipe. Comprando um produto ou serviço em nossos links, você apoia o Dona Arquiteta.

Roma é a capital italiana e sede do Estado do Vaticano. Com dezenas de atrações artísticas a céu aberto, gastronomia incrível e dezenas de opções para compras, é um dos destinos preferidos dos brasileiros.

Confira nosso guia completo, preparamos para te ajudar a planejar sua viagem para Roma. Por aqui você vai conhecer:

  • os principais motivos que levam viajantes à Roma;
  • dicas de viagem (clima, custos, seguro-viagem e os horários da cidade);
  • informações importantes sobre visto e documentos necessários;
  • as diferentes formas de chegar em Roma;
  • um papo sobre a necessidade de pacotes de viagem (vale a pena?);
  • e dicas para economizar na cidade eterna.

E, claro que não podia faltar, dezenas de recomendações de lugares que chamaram nossa atenção. São hotéis, atrações e restaurantes imperdíveis para você colocar no radar.

Vista aérea da cidade de Roma, na Itália — guia de viagem para Roma
Vista aérea de Roma | Foto: banco de imagens (reprodução)

Porque viajar para Roma

Para todo destino, há um tipo de turista perfeito. Mas a tradição turística romana é tão forte que acaba acolhendo uma enorme variedade de interesses.

Roma é um museu a céu aberto em que obras de arte medievais, renascentistas e modernas se encontram. Mesmo fachadas de prédios guardam seu filão de cultura e história, a exemplo da Fontana di Trevi, inteiramente tomada por estátuas que remetem à mitologia greco-romana.

É comum que mesmo meras peças do cotidiano (como um poste ou a jardineira de uma varanda) conquistem nossos olhos, disputando a atenção com monumentos majestosos como castelos de antigos imperadores.

Fontana di Trevi, na cidade italiana de Roma
Fontana di Trevi | Foto: Sean Pavone (reprodução)

Outro grande atrativo da cidade é o próprio Vaticano, sede da fé católica. Apesar de ser a morada do papa, sua arquitetura centenária — que inclui pinturas imponentes como a da Capela Sistina (assinada por Michelangelo) — toca o coração de qualquer um, independente da religião.

Se a viagem de Roma não conquistar seus olhos, garantimos que conquista seu estômago: a riqueza gastronômica da cidade é enorme.

Como em todas as partes da nação italiana, as massas reinam nas mais diversas preparações. O destaque está em seus formatos e na simplicidade de combinação, feita com ingredientes cujo sabor você só encontra na região.

O Pecorino, queijo feito com leite de ovelha, domina a maioria dos pratos. Ao seu lado, diferentes preparos combinam massas com porções nada modestas de guanciale (bacon feito a partir das bochechas do porco), alcachofras e vitela.

Os mais diversos sabores e belezas te esperam em Roma. Então não pense se vale a pena ir lá — e sim quando.

Guia de viagem para Roma - Vista aérea do Vaticano
O Vaticano | Foto: Sean Pavone (reprodução)

Dicas de viagem para Roma

Como é o clima e a melhor época para visitar Roma

A Europa é uma região do mundo onde vemos uma transição acentuada de uma estação para outra. Sabe aquela piadinha bem brasileira de que ‘como pode ser inverno se faz tanto calor’? Lá não é bem assim. Se por lá é inverno, saiba que VAI fazer frio tal como o calor é certo durante o verão.

Mas, assim como o Brasil, o número de turistas (e os preços das coisas) é proporcional ao calor.

O verão (que acontece entre julho e agosto) é a alta temporada para quem faz uma viagem para Roma. Apesar de o número de atrações e restaurantes estar na sua melhor forma, a concorrência com outros turistas (e com o próprio calor) é enorme.

Por isso é mais comum que brasileiros prefiram viajar para a Roma durante a primavera ou o inverno. Desses dois, recomendamos a primavera que vai de abril a maio. Nessa estação você já vai encontrar o circuito turístico se aquecendo em preços e temperaturas mais amenas.

O inverno, que vai do final de dezembro a fevereiro é para quem ama frio e bons preços. A neve, embora não aconteça sempre, não é incomum.

E o outono? Melhor evitar: é chuva que não acaba mais.

Guia de viagem para Roma: quando neva em Roma
Neve em Roma | Foto: Massimo Ricci (reprodução)

Quanto custa uma viagem para Roma?

De maneira bem direta, a média de uma viagem para duas pessoas por uma semana custa em média um pouco mais de R$ 20 mil reais de acordo com uma pesquisa da Euro Dicas Turismo.

Mas este valor pode mudar muito (tanto para mais, quanto para menos) em função dos seguintes fatores:

  • o padrão da sua hospedagem;
  • a localização da sua hospedagem;
  • a época em que optou para fazer a viagem para Roma;
  • a combinação de atrações que você colocou no seu cronograma;
  • e em qual companhia aérea você comprou sua passagem.

Lembra que comentamos que os preços são mais baixos durante o inverno romano? De acordo com a mesma pesquisa da Euro Dicas, a estação pode impactar em uma diferença de até R$ 6 mil somente no valor das passagens aéreas!

Na pesquisa completa, a jornalista Ana Carolina esmiúça e compara as diversas pecinhas que formam o preço total de uma viagem para Roma. Vale a leitura!

Destino pouco conhecido em Roma: a Galeria Sciarra
Normalmente ignorado por turistas, a Galleria Sciarra é uma obra prima da arquitetura e é uma passagem publica em Roma. | Foto: Koen Jacobs (reprodução)

Viagem para Roma precisa de visto?

Pouca gente sabe que o Brasil tem um dos passaportes mais ‘poderosos’ do mundo. Ele dá acesso fácil a mais de 173 países de acordo com o Henley Passport Index. A Itália é um deles.

Brasileiros não precisam de visto para viajar para a Itália quando o plano é não ultrapassar mais de 90 dias no solo europeu. Ou seja, você não precisa de visto em sua viagem de turismo para Roma.

Mas a ausência de visto não significa ausência de documentação. Ainda apresentar documentos importantes para conseguir entrar na Itália, como:

  • passaporte com, no mínimo, 6 meses de validade;
  • a reserva da passagem aérea de volta ao Brasil;
  • a comprovação da sua hospedagem (como a reserva do hotel ou uma lettera d’invito*);
  • comprovante de que possui recursos para se manter durante toda a sua viagem (há um valor fixo considerado por dia, que hoje está ao entorno de 60 euros);
  • e o seguro médico internacional (que precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil euros).

Caso seus planos envolvam uma viagem a partir de 2025, fique atento com um novo documento que passará a ser exigido ano que vem.

Trata-se do Sistema Europeu de Informações e Autorização de Viagem (ETIAS) que passará a emitir uma autorização digital para te isentar do visto.

* Carta Convite escrita por um italiano, ou residente, que comprova que você tem onde ficar quando pousar na Itália.

PUBLICIDADE

FIM DA PUBLICIDADE

Precisa de seguro viagem para entrar em Roma?

A resposta é sim, é necessário ter um seguro viagem para entrar em qualquer país europeu que faça parte do chamado Tratado de Schengen (acordo da União Europeia que trata da circulação de pessoas entre as fronteiras de seus países).

Você é um estrangeiro quando chega na Itália e não será fácil você receber atendimento público de saúde. Por isso, eles exigem que você tenha uma forma de receber atendimento médico quando precisar. É quando entra em ação o seguro viagem.

Mas o seguro viagem vai muito além da cobertura de despesas médicas e cobrem também:

  • cancelamento de viagens;
  • atrasos ou extravios de bagagens;
  • atrasos em voos;
  • prorrogação da estadia;
  • e suporte no caso de perda de documentos ou cartões de crédito.

Estes são apenas alguns dos benefícios de um seguro viagem. Mais que necessário, é uma segurança que você providencia para você e para quem viaja com você.

Conforme mencionamos ali em cima, esse seguro tem que ter cobertura de no mínimo 30 mil euros. Só é importante destacar que não se trata de um seguro neste valor, mas que a cobertura dele precisa atender a este mínimo.

viagem para roma

Qual o idioma falado em Roma?

O latim já deixou de ser a língua dos romanos há muito tempo. O italiano (língua oficial) disputa a presença com o inglês nas ruas da cidade.

Apesar de o italiano não ser tão difícil assim para quem fala português (nada que uma dose de improviso não resolva) — e os tradutores modernos serem muito bons — não custa nada você entender um pouco de inglês.

Ou estudar as principais expressões em italiano antes de viajar.

Ruínas do antigo Fórum romano - Guia de Viagem para Roma
Antigo fórum romano | Foto: banco de images (reprodução).

Quais são os feriados em Roma?

É bom saber de antemão quais são os feriados antes de planejar sua viagem para Roma. São dias em que as principais atrações da cidade (e do Vaticano) fecham suas portas.

Confira a seguir os principais feriados que afetam o calendário de Roma:

  • 01/01 — Ano novo
  • 06/01 — Epifania
  • 21/04 — Aniversário de Roma
  • 25/04 — Dia da Liberação da Itália
  • 01/05 — Dia do Trabalho
  • 29/06 — Festa dos Padroeiros de Roma (São Pedro e São Paulo)
  • 15/08 — Assunção de Nossa Senhora
  • 01/11 — Dia de Todos os Santos
  • 08/12 — Dia da Imaculada Conceição
  • 25/12 — Natal

É importante destacar aqui algumas coisas que mudam bastante em relação a como comemoramos alguns feriados por aqui. Curiosamente, os italianos não consideram o feriado da Páscoa na Sexta-Feira Santa e sim na segunda-feira que a segue, a qual chamam de Pasquetta.

Finados não é considerado feriado e tão pouco as vésperas de Natal ou Ano novo.

Qual o horário comercial em Roma?

Lojas abrem próximo das 10h e fecham às 20h.

O horário de almoço acontece entre 13h30 e 15h30.

PUBLICIDADE

FIM DA PUBLICIDADE

Como chegar a Roma

De avião

Partindo do Brasil, só é possível chegar em Roma pelo céu ou pelo mar. No caso de quem fará a viagem de avião, há dois aeroportos na para região de Roma.

  • Aeroporto Internacional Leonardo da Vinci (FCO), também chamado de Fiumicino;
  • E o Aeroporto Giovan Battista Pastine (CIA), também chamado de Roma Ciampino;

O primeiro é o principal aeroporto de Roma e onde chegam os voos que partem diariamente das capitais brasileiras. Fica a 30 km da cidade, que pode ser acessada via trem (Leonardo da Vinci Express — Estação Termini), ônibus, táxis ou pela variedade de serviços de empresas de transfer à disposição.

O Ciampino, apesar de menos famoso, oferece a mesma infra estrutura do Fiumicino e se destaca por receber as companhias aéreas low cost. Fica a 15 km ao sul de Roma e não possui uma estação de trem próxima (apesar de ainda ser possível ir de trem para Roma, é preciso antes pegar um ônibus para o centro de Ciampino).

Vista aérea do Estádio Olímpico de Roma
Esta é a vibe de chegar de avião em Roma | Foto: banco de imagens (reprodução)

De trem

A partir dos aeroportos não há muito mistério para se chegar nas estações de trem, conforme mencionamos acima. Caso você queira integrar a Roma em um cronograma de viagens que envolve outras cidades ou outros países, precisará se informar sobre os trilhos da região.

A principal estação de Roma é a Stazione Termini, uma mega estação de trem que te leva para vários destinos na província e para fora da Itália. A segunda maior é a Roma Tirbutina. Dessas duas é possível conseguir trem para as principais localidades do país.

Os trilhos ganham atenção especial nesse conteúdo porque muitas pessoas são apaixonadas pela proposta de experimentar de maneira mais lenta as paisagens entre as diversas cidades de Europa.

Se é sua ideia, confere algumas dicas de como chegar de ou ir para outras cidades a partir de Roma:

Viagem de trem entre Roma e Florença

Trata-se de um trajeto de 1h30, com comboios a cada 40 minutos. De Florença, eles partem da estação Firenze (localizada da Pizza de Santa Maria Novela). Em Roma, a chegada e partida se dá pelo Termini.

É possível comprar a passagem por 19 €*.

Viagem de trem entre Roma e Veneza

Apesar de confortável, é um trajeto que dura 4h (uma bela paisagem no caminho, por sinal). Podendo custar 36 €*, é feito pela comunicação entre a estação Venezia Santa Lucia (em Veneza) e a Termini (em Roma).

Viaje conectado - Chips recomendados para internet livre na Europa

Viagem de trem de Paris até Roma

Trata-se de um trajeto bem longo, aproximadamente 20 horas, e existem duas maneiras de ser feito:

  • Trem de alta velocidade de Paris até Milão e de lá para Roma;
  • ou uma combinação de trem noturno (Intercités, partindo da Estação Austerlitz) de Paris a Nice com uma série de trens regionais até Roma;

Nenhum dos dois oferece muito desafio, mas a que recomendamos é pegar o de alta velocidade (Thello) em Paris na Estação Gare de Lyon até Milão de lá para Roma. Aliás, o mesmo trem também leva à Verona e Veneza.

Viagem de trem de Roma para Lisboa

É uma das viagens mais demoradas da Europa. A não ser que você realmente ame muito viajar de trem (há quem não abdique de uma oportunidade de viajar via trilhos ou teme demais o céu), não recomendamos.

Ela é realizada em várias etapas que envolvem paradas em Madrí, Barcelona, Paris, Milão e só então à Roma. Baita desafio, feito para os corajosos e pacientes.

Outras opções

De Londres até Roma é preciso primeiro pegar um trem para Paris e de então fazer o trajeto que passa por Milão. E é apenas uma das diversas conexões possíveis. A Europa tem uma boa malha ferroviária e isso permite, com ou sem conexões, acessar Roma de todos os países vizinhos.

O trem que parte de Zurique tem o trajeto mais bonito (uma vista panorâmica que corta os Alpes Suíços) e chega até Milão.

viagem para roma

Vale a pena pacote de viagens para Roma?

Os pacotes de viagem combinam as passagens aéreas com as reservas de hotéis e bilhetes para passeios. Nem sempre valem a pena. É o caso de boa parte dos pacotes de viagens destinados à Europa.

Mas o ‘valer a pena’ é relativo. Financeiramente falando, os preços de pacote de viagens para a Europa são bem similares àqueles que você conseguiria comprando item por item.

Alguns pontos negativos da compra de pacote de viagem para Roma incluem:

  • poucas opções de hotéis;
  • horários de passagens definidos pela agência;
  • possibilidade de perder muito tempo de check in nos hotéis
  • e há a tendência a ser pressionado a adquirir passeios vendidos à parte pelas principais operadoras de viagem.

Cuidado com pacotes que oferecem preço 50% abaixo da média. Muitas empresas têm falhado na entrega do que venderam bem próximo da data da viagem. Outras se aproveitam um pouco da falta de conhecimento de clientes em primeira viagem e não incluem serviços como a contratação de seguros, alimentação e pacotes de atrações.

Se você tão tem experiência no planejamento de viagens e quiser comprar um pacote de viagem para Roma, pesquise bem e faça a compra com uma companhia de confiança.

Lambreta no pitoresco bairro de Trastevere em Roma (Itália - Guia de viagem para Roma
As clássicas lambretas italianas te esperam (essa estava estava no pitoresco Trastevere) | Foto: banco de imagens (reprodução)

Dicas para economizar em uma viagem para Roma

Viaje na baixa temporada

Conforme comentamos antes, os preços variam muito de acordo com os meses.

Se sua intenção é economizar tanto nas passagens aéreas, quanto nas hospedagens e passeios, recomendamos que programe sua viagem para a baixa temporada. Ela acontece entre os meses de janeiro e maio.

Use um comparador de passagens aéreas

O valor de passagens áreas muda muito em função da companhia aérea, dia da semana, horário e pela lotação. Por conta disso os preços de passagens são muito dinâmicos e mudam com frequência ao longo do dia ou da semana.

Para garantir que você consiga o melhor preço, não deixe de usar um comparador de passagens como o da Vai de Promo.

viagem para roma

Escolha com cuidado a localização da sua hospedagem

No geral, quando tratamos de destinos turísticos populares, os preços de hospedagens são proporcionais ao quão perto estão do centro. Em Roma não é muto diferente.

Porém, é importante destacar, que é sempre preciso ter cautela ao escolher hospedagens apenas com o preço em mente. Hospedagens mais distantes podem parecer mais econômicas a princípio, porém não geram economias reais quando se incluem as despesas com deslocamento.

Outro ponto importante é que Roma foi feita para passear a pé, então estar próximo de grandes atrações já vale o preço a mais.

Um meio termo para quem quer fugir dos maiores preços do centro histórico, e ainda assim quer estar próximo de atrações importantes (e gratuitas) como a Fontana di Trevi, é procurar hotéis nas áreas de Campo de Fiori e Praça Navona.

Duas recomendações de hospedagens em Navona são os hotéis DOM e o G-Rough.

Janela do DOM Hotel de Roma observando os arredores de Piazza Navona
Arredores de Navona a partir de uma das janelas do DOM Hotel | Foto: Il Dom Hotel Roma (reprodução).

Compre o Roma Pass

O Roma Pass é um cartão de transporte que te permite economizar com transporte público.

Uma das vantagens de fazer a compra do Roma Pass é que eles permitem que você entre de maneira gratuita em duas atrações. Você também adquire prioridade na bilheteria. E, acredite, você vai querer ter comprado antecipadamente quando encarar uma fila para a entrada do Coliseu

Em relação ao transporte, o cartão funciona como os que existem no Brasil: é um cartão magnético que você passa em leitores por aproximação para passar as catracas de ônibus e metrôs.

Você pode comprar o Roma Pass online (comprando pelo Link abaixo você nos apoia bastante!) e depois retirá-los em um dos Infopoints. São postos oficiais dedicados aos turistas de Roma e alguns deles já ficam no caminho:

  • aeroporto Fiumicino (terminal 3);
  • no aeroporto Ciampino;
  • e na estação Termini

Mas atenção: o Roma Pass infelizmente não funciona para as atrações do Vaticano e não vale muito a pena se você se hospedou no centro (perto da maioria das atrações).

Procure atrações gratuitas e com desconto

O último domingo do mês é o dia em que a maioria dos museus de Roma oferecem entrada gratuita e há bons descontos para estudantes ou professoras de arquitetura, artes, história e arqueologia.

Aliás, jornalistas nem pagam a entrada nos principais museus e monumentos públicos durante a viagem para Roma.

Outra dica é aproveitar o passeio. Algumas atrações são obras de arte expostas livremente através da cidade como:

  • a Basílica de São Pedro;
  • o Panteão
  • a Piazza Venezia (onde está o monumento a Vittorio Emanuelle II)

Até mesmo um passeio pelos bairros pitorescos da cidade como Trastevere vai encher seus olhos, pois Roma é muito bonita.

Estátua de São Pedro na Piazza di San Pedro de Roma
Estátua de São Pedro na praça de mesmo nome. A entrada na basílica é gratuita | Foto: banco de imagens (reprodução)

Providencie um cartão global

Os novos bancos digitais permitem que você tenha uma conta internacional, onde você compra, mantém e vende dólares. Todas elas acompanham cartões virtuais e de débitos como qualquer outra conta digital.

E qual a vantagem disso? Você consegue fugir as taxas abusivas do IOF para compras internacionais usando seu cartão de crédito.

O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) chega a ser 4x mais barato nas movimentações que você faz com um cartão global em comparação a um cartão de crédito convencional.

PUBLICIDADE

FIM DA PUBLICIDADE

O que ver e fazer em Roma

Roma é um destino para passear. Caminhando, você conhece um pedaço importante da história europeia e da arte italiana. Nós já preparamos diversas matérias sobre atrações incríveis para visitar em uma viagem para Roma.

Os links para cada uma dessas matérias você confere aqui embaixo, mas temos também uma matéria especial resumindo cada um deles e dando dicas de viagens. Confira:

viagem para roma
Roma
O que fazer em Roma: 9 atrações imperdíveis

Atrações que você não pode perder em uma viagem para Roma:

A gastronomia de Roma

Todos os caminhos levam à Roma, como diz o ditado. De milênios no passado até os dias atuais, ela atrai para si os saberes e sabores de todos os cantos do mundo. O intercâmbio cultural encontrado em Roma é dificilmente encontrado em outros cantos do mundo.

Essa miscelânea cultural é percebida na gastronomia. Em uma viagem para Roma você encontra uma variedade de restaurantes que apresentam cardápios orgulhosamente inspirados em suas origens locais e outros que integram à tradição romana de receber pessoas de todas as partes do mundo.

Já preparamos inúmeras matérias sobre restaurantes em Roma, os quais você pode conferir nos links abaixo. Ou, se preferir, também temos um guia especial de restaurantes em Roma. Confira:

viagem para roma
Roma
5 Restaurantes em Roma para se maravilhar

Confira alguns restaurantes com estilo (e sabores) incríveis:

Onde se hospedar em Roma

Aqui no Dona Arquiteta temos um compromisso em apresentar hospedagens que combinem alto nível de atendimento com ótimos designs (sejam de interiores, de serviços ou na própria arquitetura do espaço).

Encontramos (e escrevemos) sobre vários destinos assim para se hospedar em Roma.

Você pode conferir cada uma dessas matérias nos links aqui embaixo ou então ler nossa coletânea com os principais hotéis para se hospedar em uma viagem para Roma. Confira:

viagem para roma
Roma
Onde ficar em Roma: os 6 melhores hóteis na capital italiana

Confira nossas hospedagens recomendadas em Roma:

Compras em Roma

Fazer compras pode não ser o foco de sua viagem à Roma, mas facilmente a caça às boutiques e antiquários da cidade podem ativar seus instintos de aventura e investigação. Roma tem de tudo: as vitrines dominam boa parte da paisagem.

São marcas internacionais de luxo — muitas nativas como a Fendi — disputando a atenção com espaços de Fast Fashion. Algumas avenidas se destacam no panorama de compras em Roma.

São os casos da Via del Babuíno (para quem busca o glamour da cidade), a Via Del Corso (a melhor combinação entre variedades e bons preços) e a Via del Coronari (para quem está caçando antiquários e itens vintage).

Você pode conferir alguns destinos de compras que chamaram nossa atenção aqui embaixo:

Faça uma viagem para Roma e coloque outras cidades no seu itinerário

É pouco provável que sua viagem para Roma não se estenda à outras cidades da Itália, não é? Por isso é importante conhecer outros destinos interessantes no país da bota.

Então recomendamos que leia este guia de viagem para a Itália e descubra lugares incríveis por lá!

viagem para roma

referências

*Atenção: Preços tomam como base a data de redação deste conteúdo. Podem sofrer alterações a qualquer momento e sem aviso prévio.

2 thoughts on “Roma, a cidade eterna: guia de como planejar sua viagem”

  1. Muito esclarecedor o texto. O meu sonho é visitar Roma para conhecer a arquitetura e visitar o Vaticano. Além da culinária que deve ser maravilhosa!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top