Edifícios em Paris, um passeio cronológico contado pela arquitetura
França | Paris

Edifícios em Paris, um passeio cronológico contado pela arquitetura

Escrito por Claudia Vianna Birolini | Atualizado em:
Avalie esta matéria

Este blogpost foi escrito inteiramente por humanos e não foi patrocinado. Apesar disso, se você comprar através de nossos links, nós ganhamos uma comissão. Assim você ajuda a manter o Dona Arquiteta no ar! Boa leitura.

Selecionamos diversos edifícios em Paris para criar um itinerário diversificado, que destaca o contraste entre os edifícios históricos clássicos, a urbanização Haussmaniana e a arquitetura contemporânea.

Paris tem uma arquitetura diversificada que ilustra fielmente os períodos histórico e o desenvolvimento cultural da cidade. O espectro abrange desde a arquitetura medieval até as modernistas e contemporâneas. A cidade foi marcada por uma série de renovações urbanas que transformaram não só a paisagem, mas também a experiência de vida na capital francesa.

Impossivel falar de arquitetura em Paris e não dar uma breve repassada nos períodos mais marcantes. Confira os edifícios icônicos que selecionamos na capital francesa.

Edifícios em paris, teto barroco do museu do louvre todo adornado com pinturas e entalhes dourados.
Museu do Louvre – Foto Kylie Paz

PUBLICIDADE

FIM DA PUBLICIDADE

Idade Média ao Renascimento (Séculos XII-XVI)

Os edifícios em Paris durante a Idade Média são caracterizados principalmente pela influência do estilo gótico, exemplificado na majestosa Notre-Dame de Paris, iniciada em 1163 e concluída cerca de 200 anos depois. Também temos por exemplo a linda Sainte-Chapelle, famosa pelos seus vitrais.

A Sainte-Chapelle, localizada em Paris, é uma obra da arquitetura gótica do século XIII encomendada pelo rei Luís IX para abrigar relíquias sagradas.

É famosa por seus impressionantes vitrais que ocupam a maior parte de suas paredes e retratam histórias bíblicas. A capela é dividida em duas áreas: a capela inferior para o uso do público geral e a superior, reservada ao rei e sua família.

Onde: 10 Bd du Palais.
Horários: Todos os dias da semana das 9hs às 19hs.

Barroco e Classicismo (Séculos XVII-XVIII)

Com Luís XIV, Paris entrou numa era de grandiosidade. O O Palácio do Louvre é transformado e expandido e o Palácio de Versalhes se torna o modelo para o barroco francês.

O classicismo também se faz presente em edificações como a Place des Vosges e nas renovações urbanas que alinharam as ruas com fachadas uniformes e ordenadas.

Construído originalmente no final do século XII para a família real, o Palácio do Louvre foi transformado em museu em 1793, durante a Revolução Francesa. Passou por diversas expansões e reformas ao longo dos anos.

O Louvre está constantemente envolvido em projetos de conservação e restauração de suas obras de arte, e promove exposições temporárias e colaborações com outros museus ao redor do mundo. Sua importância na preservação e divulgação da história e cultura é indiscutível.

Onde: Rue de Rivoli.
Horários: Fechado terça, outros dias da semana das 9hs ás 18hs exceto sexta das 9hs às 21hs45.

PUBLICIDADE

FIM DA PUBLICIDADE

Revolução Industrial e estilo Haussmanniano (Séculos XIX)

O período da Revolução Industrial trouxe uma transformação radical da cidade sob a liderança de Georges-Eugène Haussmann, prefeito do Sena. Entre 1853 e 1870, Haussmann redesenhou Paris, implementando avenidas largas, parques, e uma estrutura urbana que facilitou o fluxo e a higiene. Este período também é marcado pela construção de estruturas metálicas como a Torre Eiffel e o Grand Palais.

O Grand Palais, foi construído para a Exposição Universal de 1900. Este exemplo clássico da arquitetura Beaux-Arts, projetado por Henri Deglane, Albert Louvet, Albert Thomas e Charles Girault, destaca-se por sua grandiosa cúpula de vidro que permite que o seu interior seja iluminado por luz natural.

Sua fachada é adornada com detalhes neoclássicos e esculturas, evocando opulência. Hoje, o Grand Palais serve como local para eventos culturais diversos, mantendo-se como um ícone arquitetônico e cultural sem dúvida um dos edifícios de Paris que contam uma história.

Onde: 3 Av. du Général Eisenhower.
Horários: Fechado segunda, outros dias da semana das 10hs às 18hs exceto quinta e sábado das 10hs às 20hs,

edifícios em Paris

Modernismo e Contemporaneidade (Século XX-XXI)

O século XX é uma época de experimentação e inovação, com destaque para o movimento modernista.

Arquitetos como Le Corbusier influenciam o design com suas teorias de habitação e urbanismo. Mais recentemente, edifícios como o Centro Georges Pompidou, projetado por Renzo Piano e Richard Rogers, e a Fundação Louis Vuitton, de Frank Gehry, destacam-se pela sua arquitetura audaciosa e futurista.

O Centro Pompidou em Paris, projetado por Renzo Piano e Richard Rogers, a estrutura exibe elementos funcionais como tubulações e escadas em cores vibrantes, o design desafia convenções tradicionais e enfatiza a flexibilidade. O interior adaptável permite acomodar diversas exposições e eventos.

Além do Museu Nacional de Arte Moderna, o centro inclui uma biblioteca pública e um centro de pesquisa musical.

Onde: Place Georges-Pompidou
Horários: Fechado terça, outros dias da semana das 11hs ás 21hs exceto quinta das 11hs às 23hs,

A Fundação Cartier foi projetado por Jean Nouvel é um centro cultural dedicado à arte contemporânea.

O design não só maximiza a luz natural, mas também integra o espaço à natureza circundante.A Fundação Cartier promove uma variedade de eventos culturais, incluindo exposições, debates e performances, funcionando como um espaço dinâmico para o encontro das artes.

Onde: 8 Av. du Mahatma Gandhi
Horários: Terça das 11hs às 22hs, de quarta a domingo das 11hs às 20hs.

O Musée du Quai Branly, projetado por Jean Nouvel é dedicado às artes de África, Ásia, Oceania e Américas. Situado próximo à Torre Eiffel, destaca-se por sua fachada com um jardim vertical desenvolvido pelo botânico Patrick Blanc, simbolizando a fusão da natureza com a arquitetura e refletindo a diversidade cultural. O design do museu incorpora linhas suaves e uma estrutura baixa que se harmoniza com a paisagem, enquanto o interior oferece um percurso sinuoso com iluminação dramática para realçar as exposições. O Musée du Quai Branly é um espaço que promove o diálogo entre culturas através de sua arquitetura inovadora e coleções significativas.


Onde: 37 Quai Jacques Chirac
Horários: Fechado segunda, terça a domingo, das 10hs30 às 19hs, exceto quinta das 10hs30 às 22hs

A Filarmônica de Paris, desenhada por Jean Nouvel e inaugurada em 2015 no Parc de la Villette, sua fachada inovadora reflete a luz de maneira variada. Sua arquitetura assimétrica e fluida é projetada para integrar-se ao ambiente e otimizar a acústica interna. A principal sala de concertos acomoda 2.400 pessoas. O complexo inclui também áreas de ensaio, um museu e espaços educacionais, consolidando-se como um centro cultural multifuncional, sem dúvida um grande destaque entre os edifícios em Paris.


Onde: 221 Av. Jean Jaurès
Horários: Consultar programação de espetáculos

A Bourse de Commerce – revitalizada pelo arquiteto Tadao Ando, é um exemplo de renovação arquitetônica que mescla história e modernidade.

O edifício do século XVIII, anteriormente um mercado de grãos, agora abriga a coleção de arte de François Pinault. Ando introduziu um cilindro de concreto no centro do espaço circular, mantendo a estética original, mas adicionando um toque contemporâneo.

A estrutura permite a entrada abundante de luz natural, criando um ambiente ideal para a exibição de arte, ressaltando o diálogo entre o antigo e o novo. Leia nossa matéria na Integra sobre a Bourse de Commerce.

Onde: 2 Rue de Viarmes.
Horários: Fechado terça, de segunda a domingo, das 11hs às 19hs, exceto sexta das 11hs às 21hs

O projeto de expansão do Palais de Tokyo foi conduzido pela dupla de arquitetos Lacaton & Vassal. Esse projeto não apenas ampliou a área disponível para exposições e eventos, mas também preservou a essência do edifício original, respeitando sua estrutura histórica. Lacaton & Vassal empregaram técnicas de construção sustentáveis e econômicas, maximizaram a entrada de luz natural e mantiveram o caráter industrial do espaço.

Onde: 13 Av. du Président Wilson
Horários: Fechado terça, outros dias da semana das 12hs ás 22hs exceto quinta das 11hs às 24hs.

*Piramide do Louvre – I. M Pei – projetou a famosa pirâmide de vidro

Paris continua a ser um campo de testes para inovações sustentáveis e design urbano.

Projetos como o desenvolvimento de “Paris Rive Gauche”, a renovação de Les Halles e a recente transformação da área ao redor da estação ferroviária Gare du Nord refletem um compromisso com a sustentabilidade, a inclusão de espaços verdes e a integração de novas tecnologias na vida urbana.

Onde: Rue de Rivoli.
Horários: Fechado terça, outros dias da semana das 9hs ás 18hs exceto sexta das 9hs às 21hs45.

PUBLICIDADE

Powered by GetYourGuide

Quer ver mais de arquitetura contemporânea em prédios clássicos? Então leia a matéria do Museu Carnavalet. Também em Paris, ele conta a história da França, de sua origem até os dias atuais. Sem dúvida, um dos edifícios em Paris que valem a visita.

REFERÊNCIAS:

Foto destacada – Rodrigo Kugnharski

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top