Loading...
Dicas para Passear: Bogotá
El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade

El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade

Avenida Calle 63 Nº 68-95, Bogotá, Colômbia.
+57 1 4377060
À partir de U$1,35, entrada para todas as atrações do Jardim Botânico de Bogotá (menores de cinco anos e maiores de 62 anos não pagam)*

O Tropicário é um espaço de exposição e preservação colombiano que transmite, através da arquitetura inteligente, a mensagem de que devemos – e podemos – conservar nossos ecossistemas.

O projeto foi encomendado pelo Jardim Botânico de Bogotá e foi conduzido pelo arquiteto Jaime Eduardo Cabal e pelo mestre paisagista Jorge Buitrago.

El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
Visão do topo do Tropicário | Fotografia por Mauricio Carvajal

A Colômbia está na lista vermelha formada pelos países que mais degradam o meio ambiente, resultado do grande volume de desmatamento e dos impactos ambientais da mineração. Por isso, iniciativas para a preservação do meio ambiente são extremamente necessárias no país.

Receba nossos posts em seu e-mail



    O primeiro passo para a preservação dos ecossistemas colombianos é a conscientização. Jaime e Jorge, fundadores e líderes do estúdio De Arquitetura y Paisagismo (DARP), desenvolveram um conjunto de estufas de cristal que promove a conscientização ambiental através da experiência de reconhecimento e conexão.

    Goldrush ColorBox Inkpad paper source
    $7,95
    Escrivaninha AL13 boobam
    R$7.658,00
    Painel de Parede Degradê boobam
    R$978,66
    El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
    Visão lateral de uma das estufas | Fotografia por Mauricio Carvajal

    INSPIRADO NO PASSADO PARA PROTEGER O FUTURO

    O local onde o Tropicário foi construído não foi escolhido por acaso: o território já foi um enorme lago.

    Com o crescimento urbano, o lago foi quase que totalmente drenado. Hoje, resta apenas 1,75% do ambiente original.

    O projeto em é um lembrete constante daquilo que o local era. As plataformas que conectam as estruturas e diversos espaços internos e externos se inspiram na engenharia dos pré-hispânicos da região, famosa pelas Chinampas e Camellones. A água conduz o caminho.

    El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
    Passarela ladeada pelo lago artificial | Fotografia por Mauricio Carvajal

    O Tropicário é composto por seis grandes estufas que simulam os principais ecossistemas colombianos: floresta úmida, floresta seca, coleções especiais, plantas úteis, superáramos e biodiversidade.

    El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
    Visão ampla das construções | Fotografia por Mauricio Carvajal

    O TROPICÁRIO É UM PROJETO INOVADOR E ÚNICO NA COLÔMBIA, DESDE O SEU CONCEITO AO MODO COMO FOI CONSTRUÍDO.

    O projeto usa um sistema de formas flexíveis com o objetivo de não prejudicar o crescimento das palmeiras-de-cera ao redor. Conhecidas no Brasil também como palma-branca, é uma palmeira que pode alcançar até 70 metros de altura e é símbolo nacional na Colômbia.

    El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
    As Palmeiras-de-cera que cercam o Tropicário | Fotografia por Mauricio Carvajal

    Estacas de concreto, cravadas a 30 metros de profundidade do solo, percorrem todo o perímetro das estufas e formam seu sistema estrutural.

    Ao atingir a superfície, sob as estacas, foram instaladas paredes inclinadas de concreto que servem de suporte para os pilares metálicos que cobrem todo o perímetro.

    El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
    À esquerda é possível ver a inclinação das paredes de concreto | Fotografia por Mauricio Carvajal

    O objetivo deste sistema era permitir que o solo dentro das estruturas não fosse preenchido por vigas. Dessa maneira, o solo no interior pôde ser amplamente utilizado, inclusive para espaços subterrâneos.

    El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
    O Tropicário comporta também espaços subterrâneos iluminados naturalmente pelas colunas vazias que emergem dos lagos artificiais | Fotografia por Mauricio Carvajal

    A DARP prezou pela eficiência no uso de energia em todo o Tropicário, mesmo cada uma das estufas necessitando de temperaturas e níveis de umidade diferentes.

    Para alcançar este resultado, as estufas variam em tamanho e na espessura das placas de vidro. Filtros e sistemas automatizados de abertura de diversas áreas permitem o controle da ventilação.

    El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
    Há harmonia nos formatos, porém cada estufa tem sua própria forma e materiais específicos na construção da cúpula de vidro | Fotografia por Mauricio Carvajal

    O Tropicário simula os ambientes de transição entre ecossistemas — baseados no conceito de “ecótono”, da ecologia — através de corredores e sistemas de fechamento automáticos. Assim cada ambiente tem suas necessidades térmicas e técnicas mantidas.

    A estratégia também permite ao visitante ter uma experiência de caminhada contínua pelo Tropicário e pelos demais espaços do Jardim Botânico.

    El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
    Um visitante atravessa o espaço de transição entre os ecossistemas | Fotografia por Mauricio Carvajal

    Queríamos pensar o projeto não como um edifício, mas sim como uma série de recintos, uma arquitetura que fosse mais o produto de caminhar do que de permanecer em um lugar determinado. E nós o concebemos como uma série de espaços que flutuavam em um lago, que era o que o terreno tinha sido.

    Buitrago e Cabal, fundadores da DARP
    El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
    O Tropicário faz parte do Jardim Botânico de Bogotá, que conta com diversas outras atrações através de caminhos planejados. Isso foi determinante para a lógica do projeto. | Fotografia por Mauricio Carvajal

    ENSINAR A RECONHECER E A VALORIZAR A BIODIVERSIDADE COLOMBIANA ESTÁ NA ESSÊNCIA DO TROPICÁRIO.

    No Tropicário, cada ambiente nos lança para uma imersão onde é possível ver, sentir e interagir com a vegetação.

    El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
    As plantas são acessíveis e os guias permitem, em parte, a interação com a vegetação de cada ambiente | Fotografia por Mauricio Carvajal

    A queda de florestas e a extinção da biodiversidade pode ser mera estatística ou preocupação para alguém distante desses ecossistemas, como os moradores de grandes centros urbanos. O contato próximo, através dos sentidos, muda tudo.

    El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
    Jardins aquáticos abrigam diversas plantas ameaçadas de extinção na Colômbia | Fotografia por Mauricio Carvajal

    Ver as cores e formas das flores e frutos. Sentir os diferentes perfumes. Sentir na pele as sensações de calor ou frescor de cada ambiente. Ouvir o som da água, das aves e das folhagens. Sensações que geram uma conexão visceral com a natureza.

    El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
    As estufas variam em temperatura e umidade para representar as sensações de cada ecossistema | Fotografia por Mauricio Carvajal

    Os guias, que acompanham cada passo dos visitantes e contam tudo sobre a flora dos setores, mencionam que os seres humanos utilizam apenas de 30% a 40% das plantas que existem.

    E propõe a reflexão: quanto perdemos em oportunidades de saberes e curas cada vez que um hectare de floresta é derrubado?

    El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
    A variedade de espécies vegetais dentro dos espaços é enorme e tende a aumentar nos próximos anos | Fotografia por Mauricio Carvajal

    O Tropicário fica dentro do Jardim Botânico de Bogotá. O projeto faz parte de um projeto maior do local, chamado “Nodos da Biodversidade”. Então há diversos outros jardins e espaços para exposição da fauna e flora colombiana. Boas caminhadas, espaços de lazer e cultura como o Teatro de Las Sombras oferecem momentos adicionais de tranquilidade.

    Para quem tem fome, há o Café de La Trocha que – além de muito estiloso – conta com variedade de refeições, lanches, produtos de apicultura e venda de pacotes de grãos de cafés colombianos.

    El Tropicário: arquitetura como manifesto pela biodiversidade
    Tenda da cafeteria De La Trocha, carregada de música e espírito colombiano | Foto cortesia da cafeteria

    O paisagismo, aliado a um Design inteligente e estratégias de museologia tornam o ambiente perfeito para aprender mais e ensinar as próximas gerações sobre a importância da preservação ambiental.

    Por isso, recomendo muito a visita ao Tropicário para os amantes da natureza, do Design sustentável e àqueles que querem ensinar sustentabilidade às próximas gerações.

    Sabia que em Bogotá também existe uma padaria incrível que une Design e tranquilidade? Se você se interessou, leia nosso post sobre o assunto.

    Referências:
    *Preços referencias na data de publicação do post – sujeitos a disponibilidade e alteração sem aviso prévio.
    Goldrush ColorBox Inkpad paper source
    $7,95
    Escrivaninha AL13 boobam
    R$7.658,00
    Painel de Parede Degradê boobam
    R$978,66
    Fernando França

    Fernando França

    Formado em Gestão Empresarial, apaixonado por Design, escritor por vocação. Fernando tem mais de 7 anos de experiência gerenciando e desenvolvendo negócios na área de Gastronomia. Eterno pesquisador de tendências, devora informações sobre projetos que unem estética, função, empatia e sustentabilidade. Veio ao projeto Dona Arquiteta para contribuir com o que pode haver de melhor sobre o assunto.

    Mais posts

    Comentários(0)

    Publique um Comentário